Perfil


Sou Maria Eduarda, a menina mais amada do mundo, Deus foi muito bom comigo por colocar em meu caminho pais maravilhosos que me amam. Aqui mamãe irá compartinhar com todos minha história e nossas vitórias em relação a cardiopatia que existe em meu coração

Mamãe



Sou esposa, profissional e agora mãe da gatinha mais linda do mundo. Agradeço todos os dias a Deus por ele ter nos confiado esta jóia rara em nossas vidas.

Papai



Sou, homem feliz e realizado

Nossa história



Somos Pais Especiais, Deus confiou a nós a missão de criar uma linda menina de coração especial, nós temos uma filha linda que é cardiopata, o nome dela é Maria Eduarda, mas todos a conhecem por Dudinha, quando Deus me disse que ela viria ao mundo, tive muito medo, principalmente quando ele informou que ela seria uma criança de coração diferente. Em seu coraçaozinho além de muito amor e alegria teria algo diferente que eu não conseguia entender, porém entre muitos pais da terra, Deus havia escolhido a nós para acolhe-la e lhe dar muito carinho, pais especiais!

O nome é complicado, talvez seja algo somente para pessoas preparadas entender, mesmo assim sempre fizemos questão de saber o que tinha de diferente em seu coraçãozinho, em uma das conversas com médicos, ficamos sabendo que ela seria cardiopata, cardio oque? Isto mesmo seu coração não foi totalmente formado, sendo assim ela seria portadora de uma cardiopatia chamada (DVSVD) - Dupla Via de Saída do Ventrículo Direito – CIV (Comunicação Interventricular) e (TGV) Transposição dos Grandes Vasos, nossa... quanta coisa! E agora?

Não posso negar que questionei a Deus, mas sei que Deus nunca nos dá um peso maior que podemos carregar, e desde o primeiro momento de desespero, coloquei minha filha no colo de Jesus e Maria e a partir deste momento não senti medo algum, muito pelo contrário cada dia que passava eu sentia mais força para vencer. Jamais pedi para que Deus tirasse esta prova de nós e sim que nos desse forças para vencé-la, Nós somos mais fortes que os problemas que aparecem, precisamos nos convencer disto!

Minha guerreira, passou por um cateterismo com 3 meses de vida e por uma cirurgia de bandagem pulmonar com 4 meses, outro cateterismo com 1 ano e 5 meses e outra cirurgia bem complexa com 1 ano e 7 meses, superou tudo, lembro que a cada situação desta, falava para ela que a nossa parte estávamos fazendo, que era rezar, e que ela teria que fazer a parte dela que seria vontade de viver, nunca chorei perto dela, ao seu lado tentava ser forte, mesmo a vendo cheia de fios e aparelhos.

Nossa força, somada com a dela e multiplicada pela de Deus fez com que ganhássemos esta batalha, sabemos que a guerra ainda não acabou, mas quem tem Deus tem tudo, estaremos sempre ao lado dela e temos certeza que seremos vitoriosos.
Amigos
Contador

Você já passou aqui: vezes
Total: visitas

Passou
Créditos

patymonteiro20@hotmail.com

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com
Terça-feira , 28 de Outubro de 2008

 

Estamos extremamente felizes e agradecidos por mais uma batalha que Deus  nos ajudou a vencer. Nossa princesa passou por um cateterismo no dia 24/10(sexta-feira), internamos na quinta-feira 23/10 às 10:00 da manhã para efetuar alguns exames, tais como raio X, eletrocardio, exames de sangue para verificar a glicemia ou se existia alguma infecção, sem contar a avaliação médica para encaminhá-la para um exame complexo como o cateterismo.  A Duda tem verdadeiro pavor de pessoas que usam branco, não gosta mesmo, mas temos que tentar de alguma forma amenizar este pavor.

O jejum seria de 8 horas ou seja a partir de 2:00 da manhã, até tentamos dar uma mamadeira às 1:00, mas ela não aceitou, tudo bem, jejum para ela é algo que tira de letra. Às 8:00 da manhã descemos para hemodinâmica, o anestesista logo veio falar conosco, fez algumas perguntinhas e voltou, passou 15 minutos o Dr. Léo que faz o cat chegou e me chamou para darmos a anestesia nela, pois eu gente eu entrei ...  foi triste vê-la começar dormir daquela forma, mas sabia que era para o seu bem e era preciso. O exame durou Uma hora e meia, porém para nós foi uma eternidade, antes o Dr. Léo saiu e disse que estava tudo bem, ela estava acordando e logo estaria indo para UTI. Ela saiu da hemodinâmica acordada e chorando muito, ufa que alívio...na Semi-Uti onde ela permaneceu por 2 horas foi complicado, ela não parava quieta, arrancou o acesso, e todos os fios que estavam grudados nela, tirou a tala da perninha, enfim estava super agitada, fiquei com muito medo dela machucar o local da punção onde foi efetuado o exame.

Após duas horas fomos transferidos para enfermaria da cardio, ficamos mais ou menos 4 horas lá e logo seguimos para o quarto, ou seja não foi necessário as 24 horas que precisávamos ficar na Semi-UTI. No sábado pela manhã tivemos alta. No mesmo dia do cat a Duda estava pulando muito, fiquei com medo, mas a médica dela disse que se ela estava pulando daquela forma era sinal que estava tudo bem, caso estivesse doendo ela não pularia.

Estamos aguardando a decisão da equipe de quando e qual cirurgia a Duda fará, pedi a Deus que Nos guie para o melhor caminho pensando unicamente no bem estar da minha filha, Deus está no controle de tudo e ela estará ao nosso lado independente de qualquer decisão.

No mais ela está ótima, aprontando todas e mais um pouco.

 

Grande beijo

 



:: Postado por Mamãe da Duda ás 15h33 ::
[ ]